‘Viagem’ pela Física de Partículas!

IMG_20160525_153322

A 25 de maio, os alunos do 10º B aventuraram-se nas interrogações mais recentes da comunidade científica, na área da Física de Partículas, que se dedica ao estudo da constituição íntima da matéria.

De que é feito o Universo? O que há para além do que vemos? Qual a importância do bosão de Higgs? O que é a anti-matéria? Matéria escura e energia escura, de que se trata?

Para além destas, muitas outras questões estimulam a curiosidade dos cientistas e abrem os horizontes desta disciplina que tem desafiado os limites do conhecimento, recentemente com recurso à máquina mais complexa construída pelo Homem, o LHC, o maior acelerador de partículas do CERN. O LIP (Laboratório de Instrumentação em Física Experimental de Partículas, sediado em Lisboa) tem acompanhado, desde há 30 anos, o desenvolvimento de algumas das experiências levadas a cabo no CERN, com colaborações em três grandes áreas: investigação em Física Experimental de Partículas; desenvolvimento de instrumentos e metodologias com aplicações em física de partículas, em medicina e exploração espacial; e computação avançada.

Neste contexto, através do LIP, dezenas de investigadores portugueses contribuem de forma relevante para o desenvolvimento desta ciência. Também estudantes e professores têm tido oportunidade de, através de iniciativas levadas a cabo pelo LIP, ter contacto com o trabalho em desenvolvimento nesta área científica. Assim foi também com esta exposição, comemorativa dos 30 anos do LIP e exibida no Átrio da Reitoria da Universidade de Lisboa, em que os alunos tiveram oportunidade de explorar, através dos painéis temáticos e das experiências interativas, as perguntas com que a ciência hoje se debate.

Dia da Escola!

No Dia da Escola, 20 de janeiro, há imensas atividades à escolha, organizadas por todos os departamentos e dinamizadas por muitos alunos!

E ainda o concerto com a “Percussões da Metropolitana” às 12:25h, e a entrega de prémios às 15:25h, no Auditório.

Consulta o cartaz, escolhe e diverte-te!

Matemática Viva – Exposição

Expo Mat

A nossa escola PASCH – Escola Secundária de Pedro Nunes – convida a assistir à exposição Matemática Viva, de 27/11 a 17/12/2015.

Fazer puzzles, construir pontes, puxar pelos neurónios com quebra-cabeças, seguir corridas de esferas, soprar bolas de sabão: os visitantes de todas as idades são convidados a fazer experiências e a ocupar-se – quase sem se aperceberem – com questões matemáticas.

A exposição Matemática Viva pretende proporcionar uma nova abordagem à matemática, ao apresentar de um modo sensorial aquela que é supostamente a mais abstrata de todas as ciências, tornando-a acessível a todos os grupos etários.

Entrada livre: 28.11.2015 (sábado) – 14:00 às 17:00 h

O Nónio sugere… Um olhar sobre o ‘Pedro Nunes’

Exposição

“O conjunto de imagens fotográficas tem como referente o Liceu Pedro Nunes .

Tratam-se de imagens do edifício antes das obras de remodelação concluídas em 2010. Essas imagens documentam lugares dentro do Liceu, espaços que acumularam o tempo e a passagem de um imenso número de alunos e professores.

Uma escola é, ou deverá ser, um lugar de múltiplas experiências e descobertas, onde cabem diferentes saberes; um espaço adaptável, mutável, revisível e preferencialmente flexível, dotado de um espírito de curiosidade e de avidez de compreensão, tal como a ciência.

No seu tempo de existência, a (hoje chamada) Escola Secundária Pedro Nunes tem acompanhado os avanços científicos. Ano após ano, aquilo que se tem ensinado nas suas salas de aula, ora tem sido infinitamente repetido, ora vai dando lugar a novas teorias, novas conceções, novas formas de pensar e ver o mundo.

Este projeto fotográfico pretendeu também refletir sobre as descobertas da adolescência e da juventude e as aprendizagens diversas, em épocas e gerações distintas; sobre os espaços e as memórias que foram partilhados, nesta escola, por essas diferentes gerações e sobre os acontecimentos pessoais e coletivos que este Liceu, com mais de cem anos, testemunhou.

Interessou-me igualmente, neste projeto, o momento de transformação dos lugares de memória, ou a iminência dessas transformações. Neste trabalho tentei captar a expetativa da remodelação do edifício e a coexistência de espaços renovados e metamorfoseados em tempos diferentes, resultado da contínua adaptação do edifício a novas necessidades e constantes desafios.”

Rodrigo Bettencourt da Câmara

Exposição patente ao público até dia 29 de novembro

Mais informações em www.museus.ulisboa.pt